A Peugeot, uma das marcas do grupo Stellantis que engloba Fiat, Jeep, Citroën, Ram e Opel, de um total de 14 marcas, é a primeira a lançar um modelo com integração de componentes entre as antigas concorrentes. E este feito começa por baixo com o consagrado motor Firefly 1,0 de aspiração natural e câmbio manual de 5 marchas que passa a ser a configuração de entrada para o Peugeot 208.

Nova versão STYLE chega com estilo e itens exclusivos no segmento de entrada dos hatches compactos

Já apresentado como linha 2023, o novo Peugeot ganha duas versões de entrada utilizando esse conjunto motriz, Like e Style, ambas recheadas com incremento no conteúdo tecnológico que deverá deixar a concorrência boquiaberta. Os preços de lançamento são promocionais, porém os executivos da fabricante francesa não revelaram o período dessa promoção.

Impressões ao dirigir

O primeiro contato com o novo conjunto foi feito no Autódromo Fazenda Capuava, em Indaiatuba, interior de São Paulo, e a primeira impressão é a que fica, e neste caso não poderia ser melhor. A elasticidade do motor Firefly 1,0 aliada ao bom escalonamento de marchas com primeira e segunda mais curtas para transmitir a sensação de força e quarta e quinta marchas mais longas para garantir bom consumo de combustível, deixou o pequeno hatch com desempenho similar ao do Argo 1,0 que experimentei no autódromo de Interlagos em 2019 num Rali de Regularidade.

Comportamento dinâmico do veículo na pista agradou no primeiro contato

A integração do motor à plataforma CMP exigiu bom trabalho de engenharia, e apesar do grupo Stellantis ter sido formado há apenas pouco mais de um ano (19/1/21), os estudos de engenharia começaram há dois anos, sendo esse o principal trunfo para que essa rapidez no lançamento. Ou seja, não foi tão rápido assim.

Os sistemas que exigiram mais trabalho para a integração foram aqueles que mais afetam o ruído interno: admissão de ar, coxins e trambulador. Além desses sistemas, o conjunto de arrefecimento também foi outro que demandou esforço dos engenheiros.

Um dos principais itens modificados para incorporação do motor Firefly ao Peugeot 208 foi o sistema de admissão de ar

O filtro de ar foi totalmente reprojetado em relação ao utilizado pela Fiat e passou a utilizar elemento filtrante montado na posição vertical ao lado do motor. Coxins hidráulicos foram utilizados para absorver as vibrações inerentes ao motor de três cilindros. E no trambulador (a cabo), um novo conjunto foi desenvolvido para que vibrações oriundas do conjunto motor/câmbio não cheguem até o habitáculo.

Assista ao vídeo de apresentação do veículo com avaliação dinâmica e entrevista com Vinicius Jesus, engenheiro-chefe responsável pelo projeto:

Motor e câmbio

O conhecido motor Firefly 1,0 de três cilindros tem cabeçote, bloco e cárter em alumínio, duas válvulas por cilindros com comando de válvulas único e variável, logicamente abrangendo admissão e escapamento. O coletor de admissão é construído em plástico industrial e tem ramos bem longos para acentuar a potência em baixas rotações. A nova calibração de injeção e ignição buscou oferecer o DNA Peugeot no conjunto originalmente desenvolvido para a marca Fiat, com isso os números de torque e potência ficaram alterados em relação à aplicação na marca italiana. A potência máxima de 71/75 cv aparece a 6.000 rpm e o corte de injeção é a 6.500 rpm. O torque máximo é de 10/10,7 m·kgf a 3.250/3,500 rpm. No Fiat Argo os valores são 72/77 cv a 6.000/6.250 rpm e 10,4/10,9 m·kgf a 3.250 rpm.

Motor Firefly 1,0 tem componentes novos e outros adaptados para montagem na plataforma CMP da Peugeot (foto: autor)

Outro ponto destacado na apresentação do produto foi a média de consumo de combustível homologado junto ao Inmetro e que conferiu a nota “A” no programa de etiquetagem da entidade. Os números apresentados são de 14,7/10,4 km/l no ciclo urbano e 16,3/11,3 km/l, no rodoviário. Resultado que certamente será muito superior no uso normal. Acredito em atingir a marca de 20 km/l com gasolina e uso rodoviário a 120 km/h. A conferir!

Trambulador foi outro subsistema de integração que teve atenção especial dos engenheiros no desenvolvimento

Perde-se um pouco o costume e as referências de câmbio manual dada a parca disponibilidade deste no mercado atual e nas frotas de imprensa. A escassez de componentes está levando a indústria a produzir carros completos com câmbio automático, que além de tudo geram maior lucratividade em relação aos de entrada com câmbio manual. Mas depois de alguns metros é como andar de bicicleta, nunca se esquece os truques e macetes.

A embreagem é bem leve e tem boa modulação na saída e troca de marchas, senti apenas um acoplamento mais brusco na troca 1ª-2ª . Os engates são bem precisos e o esforço da alavanca de câmbio é adequado, assim como o curso longitudinal e lateral. Até mesmo o engate em “X” da 5ª marcha acontece de forma bem natural. Fica a expectativa do empréstimo de um veículo para uma avaliação completa em uso normal e fora de um autódromo com pista de 2.700 metros de extensão, onde a 5ª marcha me pareceu longa.

Visão geral do interior com destaque para a nova central multimídia de 10,3″

 

Suspensão recalibrada

Segundo a informação da engenharia, molas e amortecedores foram recalibrados para deixar o Peugeot 208 com o equilíbrio e DNA da marca. A suspensão dianteira utiliza o tradicional conceito McPherson com mola helicoidal, barra antirrolagem e amortecedor pressurizado. A traseira não foge do conhecido eixo de torção, mola helicoidal de constante elástica linear com amortecedor pressurizado e barra antirrolagem incorporada ao eixo.

Além de diferenças na massa do motor, os pneus 195/55R16 são outro fator que exigiu a recalibração da suspensão, e neste primeiro contato com o veículo o resultado me pareceu bem acertado. A rolagem da carroceria acontece de forma progressiva sem ser excessiva e a aspereza e ruído de rodagem também se mostraram em bom nível. A confirmação desse bom resultado demanda maior avaliação em outros pisos e condições de uso.

Pneus em aro 16″ é outro item exclusivo entre os hatches compactos de motor 1,0 aspirado que o 208 Style traz ao mercado (foto: autor)

O i-Cockpit que muitos adoram e muitos rejeitam também está presente nas novas versões do Peugeot 208, e para os que o rejeitam resta o consolo do ajuste de altura e distância do volante para minimizar a frustração de ter que visualizar o quadro de instrumentos por cima do aro do volante. A calibração do sistema de direção traz boa definição de centro e o esforço crescente indexado à velocidade do veículo é bem progressivo. Ao atacar as zebras do autódromo não senti contragolpes no volante que pudessem deixar o carro incômodo na vida real.

Acomodar-se ao i-Cockpit não é tarefa das mais fáceis, e encontrar o conta-giros a direita com operação anti-horária torna a tarefa mais complicada

Freios a disco ventilado na dianteira e tambor na traseira estão adequados aos 1.047/1.102 kg de peso em ordem de marcha e velocidade máxima (não informada, estimada 180 km/h) das versões Like e Style, respectivamente. A modulação do pedal de freio está adequada ao peso e características do veículo, dando segurança sem ser cansativa. O disposição dos pedais para o punta-tacco, atributo fundamental para carros com câmbio manual, também foi bem estudada.

Conteúdo tecnológico

Toda a linha 2023 do Peugeot 208 incorpora a nova central multimídia de 10,3 polegadas widescreen (16:9) com pareamento sem fio para Android Auto e Apple CarPlay, sendo que na versão Style há carregador por indução (sem fio). Aquela porta USB que ficava ao lado da tela nas versões anteriores e deixava o cabo pendurado à frente da alavanca de câmbio mudou para o console central, localização muito mais adequada e segura.

Nova central multimídia tem software próprio da Peugeot, sem a incorporação do novo software da Stellantis; a operação é intuitiva e o espelhamento sem fio é um ponto positivo a mais para o sistema

O sistema de som com 4 alto-falantes e 2 tweeters também é item de série desde a versão de entrada, assim como volante multifuncional com tecla de comando de voz. Outro item de série em todas as versões é o ar-condicionado de controle automático e digital (zona única).

O Peugeot 208 Style passa a ser o único hatch compacto com motor 1,0 a oferecer teto solar panorâmico como item de série. E como item de segurança são duas bolsas infláveis laterais instaladas nos bancos dianteiros, em adição às duas frontais obrigatórias em todos veículos.

O carro aparente estar mais alto que a versão com motor 1,6-l que já avaliamos, mas isso não foi confirmado pela Peugeot

Aparência consagrada

As linhas do Peugeot 208 são inconfundíveis no segmento de hatches compactos. Enquanto outros modelos das demais marcas nacionais tem muita similaridade em comum, o francês, que é fabricado na Argentina, tem um desenho de traços marcantes que chamam a atenção.

A maior novidade da linha 2023 é justamente o novo motor Firefly e a central multimídia, mas nem por isso a linha exterior deixou de receber aquela pincelada para diferenciar a versão. A luz de rodagem diurna em LED, apelidada de “dente de sabre”, agora está presente em todas as versões. A nova versão Style traz a grade frontal espelhos  e teto em preto brilhante. Essa versão terá seu nome gravado nas colunas traseiras, saindo do lugar comum de figurar na porta de carga ou lateral de porta.

As linhas do 208 são inconfundíveis e trazem o DNA da marca

Expectativa de mercado

Os executivos da Peugeot não deixaram escapar a informação de números de expectativa de vendas para as novas versões. Esse é o tipo de dado que fabricantes guardam a sete chaves, principalmente num mercado que está comprando tudo que se produz. Principalmente pela produção irregular que todos os fabricantes estão enfrentando devido a falta de componentes e insumos básicos.

A marca Peugeot vem crescendo exponencialmente sua participação no mercado desde passou a integrar o grupo Stellantis, resultado do novo plano de negócios implementado pela direção atual. Segundo Felipe Daemon, chefe da Peugeot para o Brasil, a expectativa é atingir 3% de participação de mercado até o final do ano. Para viabilizar esse objetivo, a marca, que contava com 130 concessionárias no final de 2021, deve chegar a 180 em dezembro.

Com o lançamento das versões 1,0 as opções de 208 ficaram bem atraentes; o espaço de preço entre o Style e o Active mostra que pode aparecer uma versão turbo ou o fim da promoção de lançamento diminuirá esse degrau

O Peugeot 208 Like e Style é oferecido com a opção de compra do plano de manutenção preventiva em avançado. O valor para as três revisões de 10, 20 e 30 mil quilômetros sai por R$ 1.119, e além desse plano básico há um plano intermediário que além das 3 revisões são incluídos alguns itens de desgaste, ao custo total de R$ 2.599, e o plano completo por R$ 3.999 acrescenta ainda a garantia estendida ao veículo. Qualquer um desses planos pode ser adicionado ao plano de financiamento do veículo, deixando o comprador despreocupado por gastos com manutenção preventiva durante os três anos de garantia do veículo, ou 30 mil quilômetros.

GB

 

FICHA TÉCNICA NOVO PEUGEOT 208 1,0
MOTOR
Denominação Firefly 1,0
Descrição 3 cil. em libnha, dianteiro, transversal, bloco e cabeçote de alumínio, comando de válvulas único, corrente, variador de fase, 2 válvulas por cilndro, atuação indireta, injeção no duto, flex
Cilindrada (cm³) 999
Diâmetro x curso (mm) 70 x 86,5
Potência  (cv/rpm, G/A) 71/75 / 6.000
Torque (m·kgf/rpm, G/A) 10,0/3.250 /10,7/3.500
Taxa de compressão (:1) 13,2
Corte de rotação (rpm) 6.500
Comprimento da biela (mm) 149
Relação r/l 0,289
SISTEMA ELÉTRICO
Tensão/bateria/alternador 12 V / 60 A·h / 120 A
TRANSMISSÃO
Câmbio Transeixo com câmbio manual de 5 marchas à frente e ré, tração dianteira
Relações das marchas n.d.
Relação de diferencial n.d.
SUSPENSÃO
Dianteira Independente, McPherson, braço triangular, mola helicoidal, amortecedor pressurizado e barra antirrolagem
Traseira Eixo de torção, mola helicoidal, amortecedor pressurizado e barra antirrolagem integrada ao eixo
DIREÇÃO
Tipo Pinhão e cremalheira, assistência elétrica indexada à velocidade
Relação de direção (:1) n.d.
Diâmetro do volante (mm) 350 na horizontal/330 na vertical
Diâmetro mínimo de curva n.d.
FREIOS
Dianteiros (Ø mm) Disco ventilado/n.d
Traseiros (Ø mm) Tambor /n.d.
Operação Servoassistência a vácuo, ABS, distribuição eletrônica das forças de frenagem
RODAS E PNEUS
Rodas Aço (Like), liga de alumínio (Style)
Pneus 195/65R15 (Like), 195/55R16 (Style)
CONSTRUÇÃO
Tipo Monobloco em aço, hatchback 4-portas, 5 lugares; subchassi dianteiro
AERODINÂMICA
Coeficiente de arrasto (Cx) 0,33
Área frontal (m²) 2,09
Área frontal corrigida (m²) 0,69
DIMENSÕES EXTERNAS (mm)
Comprimento 4.055
Largura (espelhos rebatidos/abertos) 1.738/1.960
Altura 1.453
Distância entre eixos 2.538
Bitola dianteira/traseira n.d.
PESOS E CAPACIDADES
Peso em ordem de marcha 1.047 (Like), 1.102 (Style)
Carga útil n.d.
Peso rebocável sem freio/com freio n.d.
Capacidade do tanque (L) 47
Capacidade do porta-malas (L VDA) 265 / 311 (encosto do banco traseiro rebatido)
DESEMPENHO
Aceleração 0-100 km/h (G/A, s) n.d.
Velocidade máxima (km/h, G/A) n.d.
CONSUMO DE COMBUSTÍVEL INMETRO/PBEV
Cidade (km/L, G/A) 14,7 / 10,4
Estrada  km/l. G/A) 16,3 11,3
CÁLCULOS DE CÂMBIO
V/1000 em 6ª n.d.
Rotação a 120 km/h em 6ª n.d.
Rotação à velocidade máxima n.d.
Alcance nas marchas (6.500 rpm) n.d.

 

EQUIPAMENTOS NOVO PEUGEOT 208 1,0
Like Style
ESTÉTICA EXTERIOR
Antena de teto
Carcaças dos espelhos na cor preto brilhante
Carcaças dos espelhos na cor da carroceria
Defletor de teto na cor da carroceria
Defletor de teto na cor preto brilhante
Faixa preto piano interligando lanternas traseiras
Faróis com detalhes cromados
Faróis totalmente de LED
Grade dianteira com detalhes cromados
Grade dianteira cromo escuro
Luzes de rodagem diurna de LED “Dente de sabre”
Maçanetas externas na cor do veículo
Rodas de aço de 15 pol. com calotas
Rodas de liga de alumínio de 16 pol.
Saída de escapamento com ponteira cromada
ESTÉTICA INTERIOR
Acabamento nos painéis de porta em preto brilhante
Bancos revestidos com tecido
Bancos revestidos com tecido exclusivo Style
Maçanetas internas com acabamento cromado
Painel com revestimento manta de fibra de carbono
Painel de instrumentos com matriz LCD, ponteiros vermelhos e orientação invertida
Peugeot i-Cockpit 3D
Quadro de instrumentos em posição elevada
Volante de direção Sport Drive de diâmetro reduzido
SEGURANÇA
Acendimento automático do pisca-alerta após imobilização brusca
Alarme perimétrico
Alerta sonoro de cintos dianteiros desatados
Alerta sonoro de portas abertas com o veículo em movimento
Apoios de cabeça com regulagem de altura nos 5 lugares
Bolsas infláveis frontais e laterais
Cintos de segurança de três pontos e retráteis nos 5 lugares
Controle de estabilidade e tração
Engates Isofix com fixação superior para dois bancos infantis
Estrutura com deformação programada nos impactos frontais
Freios com ABS, distribuição eletrônica das forças de frenagem
Lavador e limpador do vidro traseiro
Travamento automático de portas e porta-malas a partir de 10 km/h
Repetidoras de setas nos espelhos
Retrovisores com comando elétrico
Travas para crianças nas portas traseiras
TECNOLOGIA
Câmera de ré
Carregamento de smartphone por indução
Chave tipo canivete com comandos de abertura das portas
Computador de bordo
Fechamento automático dos vidros pela trava elétrica
Limpador de vidro traseiro indexado à marcha a ré
Sensores de estacionamento traseiro
MULTIMÍDIA
Alto-falantes (4) e tweeters (2)
Áudio streaming
Bluetooth
Central multimídia com tela tátil de 7″ integrada ao painel
Comandos no volante para áudio e telefone
Entradas USB (2) – Central multimídia (dados e carregamento) e console central (carregamento)
Espelhamento para Android Auto e Apple CarPlay via cabo
CONFORTO
Acionamento interno da portinhola do tanque de combustível
Acionamento elétrico dos vidros um-toque descida/subida
Ar-condicionado
Assistente de partida em aclives
Banco do motorista com ajuste de altura
Console de teto com luz de leitura
Encosto inteiriço do banco traseiro rebatível
Ganchos para sacolas no porta-malas
Para-sóis com espelhos
Porta-objetos nas portas dianteiras
Teto solar
Travamento elétrico de portas e porta de carga com interruptor no painel
Volante com ajuste de altura e distância
– Não disponível   • Sim