O consumidor típico de carros elétricos talvez ainda não tenha nascido e não seja um autoentusiasta raiz, mas esse personagem sabe muito bem que ao buscar um carro elétrico deve ir atrás daquele que atenda sua necessidade de autonomia diária. E talvez esse seja o pensamento dos engenheiros do MINI Cooper S E, um carro 100% elétrico lançado em 2020 na Europa e EUA, que agora chega ao Brasil e já pode ser encomendado nas concessionárias da marca em duas versões, ambas com carroceria duas portas:

MINI Cooper S E – Exclusive: R$ 239.990
MINI Cooper S E – Top: R$ 264.990

A autonomia definida pelo ciclo WLTP para este veículo é de 234 km, mas na vida real pode ser traduzido para algo em torno de 180 quilômetros. Um valor muito baixo se considerarmos a autonomia de carros com motor a combustão, ou até mesmo outros elétricos que já avaliamos aqui no AE e Eletroentusiastas. Agora, se a proposta apresentada pela MINI é de um carro para uso exclusivamente urbano, esses 180 km poderiam ser suficientes. Com menor bateria o tempo de recarga também é menor, e seja sincero, quantas vezes na semana você precisa rodar mais do que 180 quilômetros? Se a resposta é sempre, este carro não serve para você, se a resposta é dificilmente, este pode ser uma opção.

Um dos poucos veículos que ainda possui configuração duas portas

Retirei o carro na concessionária MINI na Avenida Europa em São Paulo para avaliação de um dia, e planejei almoçar no Guarujá, SP. No plano de viagem notei que seria muito arriscado, pois o computador de bordo indicava autonomia de 174 km, com carga da bateria de 32,6 kW.h carregadas a 100%, e no Guarujá não teria ponto de carregamento próximo ao restaurante que planejava ir. Mesmo considerando que na descida da serra o consumo seria menor, e foi, a subida da serra teria um consumo maior, e foi também. Decidi mudar o plano e almoçar em Santos, SP, com uma escala na Praia Grande, SP para fotos, reduzindo cerca de 40 km na viagem.

Desenho simpático e inconfundível

Condução divertida

O motor elétrico montado na dianteira do veículo proporciona tração nas rodas dianteiras e tem capacidade de entregar 184 cv de potência máxima e 27,5 m·kgf de torque instantâneo, o que permite acelerar de 0-100 km/h em  7,3 segundos. São quatro modos de condução (Green+, Green, Mid e Sport) comandados por seletor no console central. O consumo da carga da bateria, prazer e conforto ao dirigir seguem direções opostas dependendo do modo de condução selecionado.

Compartimento do motor é bem amplo e abriga todos os modulos de conversão de energia elétrica AC-DC-AC

Em modo Green+, a resposta do acelerador é mais branda e as condições de conforto, como ar-condicionado, são desabilitadas, privilegiando o menor consumo de energia. No modo Green já é possível ter o conforto do ar-condicionado, enquanto no modo Mid, o pedal do acelerador fica mais responsivo, e no modo Sport é onde se obtém o melhor desempenho de todo conjunto elétrico, porém a carga da bateria esgota-se mais rapidamente.

Os interruptores à esquerda do botão amarelo (partida) comandam os modos de condução e regeneração de energia; no alto estão os comandos do ar-condicionado com duas zonas e controle automático e eletrônico

Outro interruptor no console central modifica o nível de regeneração de energia em dois estágios. O primeiro as desacelerações são parecidas com freio-motor em veículos de motores a combustão. No segundo estágio a desaceleração é maior, muito similar a uma frenagem de média desaceleração. Em ambos os casos as luzes de freio são acionadas.

A descida de serra da rodovia dos Imigrantes a 80 km/h utilizando o controle de velocidade de cruzeiro é muito silenciosa com o sistema mantendo a velocidade e aumentando a autonomia gradativamente. Chegando ao nível do mar a autonomia havia subido para 180 km. Isso deu aquela esperança que poderia esticar até o Guarujá, mas a prudência mandou manter o plano de viagem reconfigurado para Santos e Praia Grande.

Dirigindo no modo de máxima regeneração de energia o pedal de freio fica esquecido, pois basta se adaptar ao nível de desaceleração resultante, sendo desnecessário aplicar o freio para as manobras costumeiras de cidade e estrada. Frenagens de emergência sim, exigem, como num carro “normal”, contando-se com freios a disco ventilado na dianteira e a disco na traseira.

Pedal de acelerador articulado pela base; ótimo apoio para o pé esquerdo

Igualmente o que já vimos em outros carros 100% elétricos o MINI Cooper S E não tem câmbio, apenas um redutor de rotação para transmissão de potência para as rodas dianteiras. Na prática é como se tivesse um câmbio automático.

Alavanca de câmbio no estilo convencional; comando rotativo para operação da central multimídia

Dinâmica de kart

O acerto de suspensão e direção dos carros da MINI tem essa característica de se assemelhar de um kart para condução. Ok, kart tem tração traseira e o Mini Cooper S E é dianteira, e desde de 2001, quando os MINIs cresceram, acabaram perdendo um pouco essa sensação, mas neste S E, que tem mais peso na traseira (42%/58%), o comportamento ficou entusiasmante.

Teto com pintura degradê da versão Collection que foi avaliada

A movimentação da suspensão é bem contida e as respostas de direção são rápidas. Com o centro de gravidade mais baixo e melhor distribuição de peso entre os eixos desta versão elétrica, causado pela localização da bateria abaixo do banco traseiro, essa característica fica mais acentuada.

Em algumas manobras é possível sentir o peso maior do carro, mas em nenhum momento isso o torna lento e com respostas vagarosas. É sempre um carro divertido de dirigir e de rodagem suave com bom nível de ruído e reduzida aspereza de rodagem.

Clique nas fotos com o botão esquerdo do mouse para ampliá-las e ler as legendas

Usualmente os fabricantes equipam os carros elétricos com pneus de baixa resistência ao rolamento para melhorar a economia de energia, e consequentemente o alcance, mesmo que comprometa um pouco a aderência em curvas. O carro avaliado estava equipado com Goodyear Eagle F1 na medida 205/45R17, montado em rodas de liga de alumínio com desenho exclusivo que não me pareceram as rodas mais bonitas que já vi por aí.

Roda em liga leve com aparência duvidosa

Interior com limitações

Acomodação nos bancos dianteiros não é problema, eles são confortáveis, tem bons recursos de ajuste de altura e suporte adicional para a coxa. Em compensação o banco traseiro é para uso eventual e necessita de uma boa generosidade dos ocupantes dianteiros para permitir espaço para as pernas na traseira.

Clique nas fotos com o botão esquerdo do mouse para ampliá-las e ler as legendas

A posição de dirigir é muito boa e a visualização dos comandos é perfeita. O quadro de instrumentos é compacto e solidário à coluna de direção, movimentando-se de acordo com o ajuste de altura e distância do volante. A projeção de velocidade e navegação no para-brisa é outra facilidade oferecida pelo veículo.

Desenho do painel de instrumentos traz a modernidade da linha MINI evocando o passado

A central multimídia ao centro do painel de instrumentos é praticamente um computador de bordo e de controle do veículo. Permite o espelhamento de celular por Android Auto e Apple CarPlay sem fio, mas é desprovido do carregador de bateria de celular por indução. Vários ajustes de funcionamento e operação são controlados por ali. O painel conta com interruptores no melhor estilo da aviação, design característico da marca MINI, o que deixa o visual muito bonito e sofisticado.

Clique nas fotos com o botão esquerdo do mouse para ampliá-las e ler as legendas

O sistema de navegação residente com GPS integrado permite escolher o caminho mais eficiente entre dois pontos, evitando subidas muito pronunciadas o que reduziria o alcance mais rapidamente. Tem a vantagem de indicar pontos de carregamento mais próximos, facilitando a vida de quem está em busca de uma carga extra. O carregamento pode ser feito em tomadas do Type 2 para carga em corrente alternada (AC) ou com plug combinado Combo 2 (AC/DC) para carga rápida em corrente contínua (DC).

Clique nas fotos com o botão esquerdo do mouse para ampliá-las e ler as legendas

Conclusão

O MINI Cooper S E é um elétrico nos moldes tradicionais que é fiel à reputação da MINI, a de ser uma diversão automobilística. Este Cooper S E de duas portas tem preço comparável a outros elétricos compactos que temos visto por aqui. Porém a maioria dos elétricos oferece maior alcance, eficiência e utilidade, mas o MINI se destaca pela dirigibilidade e tem autonomia suficiente para o uso urbano diário.

GB

 

FICHA TÉCNICA MINI COOPER S E
MOTOR
Tipo Dianteiro, elétrico a bateria, corrente alternada, síncrono
Potência (cv) 184
Torque (m·kgf) 27,5
BATERIA
Tipo Íons de lítio
Capacidade (kW·h) 32,6
Tensão (V) 350
TRANSMISSÃO
Relação do redutor (:1) 8,96
Relação de diferencial (:1) 3,069
Tração Dianteira
SUSPENSÃO
Dianteira Independente, McPherson, braço de controle transversal, mola helicoidal, amortecedor pressurizado e barra antirrolagem
Traseira Independente, multibraço, mola helicoidal, amortecedor pressurizado e barra antirrolagem
DIREÇÃO
Tipo Pinhão e cremalheira, eletroassistida
Diâmetro mínimo de curva (m) 11
FREIOS
Dianteiros (Ø mm) Disco ventilado / n.d,
Traseiros (Ø mm) Disco / n.d.
RODAS E PNEUS
Rodas Liga de aluminio, 6J x 17
Pneus 205/45R17V (Goodyear Eagle F1)
CONSTRUÇÃO
Tipo Monobloco em aço, hatchback, 2 portas, 4 lugares, subchassi dianteiro e traseiro
AERODINÂMICA
Coeficiente aerodinâmico (Cx) n.d.
Área frontal (calculada, m²) 1,951
Área frontal corrigida (m² n.d.
DIMENSÕES (mm)
Comprimento/largura/altura 3.820 / 1.730 / 1.410
Distância entre eixos 2.570
Bitola dianteira/traseira 1.500 /1.500
Distância mínima do solo 140
PESOS E CAPACIDADES
Peso em ordem de marcha (kg) 1.365
Carga útil (kg) 405
Porta-malas (L) 211 (731 com encostos rebatidos)
DESEMPENHO
Aceleração 0-100 km/h (s) 7,3
Velocidade máxima (km/h) 150
CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA WLTP
Médio (kW·h/km) 6,75
Alcance (km) 234

 

EQUIPAMENTOS MINI COOPER S E
S E S E Top
Apple CarPlay
Ar-condicionado automático digital duas-zonas
Assistente de condução
Bancos revestidos de couro
Central multimídia com tela tátil de 8,8”
Comfort access
Conjunto ótico totalmente de LED
Conjunto ótico totalmente em LED direcionais
Pacote Parking incluindo assistente de estacionamento e sensores de estacionamento traseiro e dianteiro
Painel digital de 5″
Projetor de dados no para-brisa
Rodas 17″ Roulette Spoke 2-tons
Rodas exclusivas aro 17” MINI Electric Power Spoke 2-tons com pneus run flat
Sensor de obstáculos traseiro
Sensor e câmera de ré
Serviço de ConnectedDrive com disponibilidade da função Amazon Alexa e serviço de concierge gratuito por mínimo de três anos
Serviços digitais do MINI Connecter gratuito por um mínimo de três anos
Sistema de áudio Hi-Fi Harman/Kardon
Sistema de navegação MINI com RTTI (informação de trânsito em tempo real)
Sistema de navegação
Teto solar panorâmico