O mercado automotivo brasileiro não para de surpreender em 2021. A crise dos semicondutores junto da inflação e a alta do dólar fez que o preço dos carros novos e usados começassem a crescer mensalmente. Enquanto alguns donos comemoram que o seu usado vale mais, vem dúvida: como ficará o IPVA em 2022?

O valor cobrado no Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) é de 4% do valor do veículo segundo a tabela Fipe. Nos últimos anos os proprietários acostumaram a pagar um valor cada vez menor anualmente, com alguns estados isentando o pagamento do IPVA após um período.

VEJA TAMBÉM:

Mas em 2022 muitos motoristas terão que pagar um imposto maior que o valor de 2021, já que o valor dos usados está aumentando. Em carros mais desejados no mercado de usados ou veículos mais novos o aumento deverá ser maior.

Alguns exemplos desse aumento no IPVA

chevrolet astra 2011 branco de frente
O proprietário de um Chevrolet Astra 2011 teria que desembolsar R$ 178,08 a mais no IPVA tendo o valor de setembro como referência (Foto: Chevrolet | Divulgação)

Para exemplificar, selecionamos o Toyota Corolla XEI 2015, um modelo desejável no mercado de usados. Em janeiro o sedã tinha como preço de tabela o valor de R$ 67.293, agora em setembro o carro vale R$ 78.341. Nesse período o valor do IPVA deverá subir de R$ 2.691,72 para R$ 3.133,64.

Outro usado com bastante procura, mas em uma faixa mais acessível, é o Chevrolet Astra Advantage da última safra. O hatch médio é atrativo pela mecânica confiável e por vir bem equipado. Em janeiro seu valor de tabela era R$ 26.537, em setembro está em R$ 30.989. Ou seja, seu IPVA deve passar de de R$ 1.061,48 para R$ 1.239,56

Caso os preços continuem subindo, o valor do imposto será ainda maior. Por ora, a crise dos semicondutores não parece estar próxima de terminar. Fabricantes estão suspendendo a produção dos veículos por falta de matéria prima ou retirando equipamentos. Já os consumidores que desejam ter o veículo em mãos olha para os usados com bons olhos.

O post IPVA 2022 deve ficar mais caro; entenda o motivo apareceu primeiro em AutoPapo.