GM: Até US$ 500 mil para revendas Cadillac contra revolução elétrica

A General Motors fez dois movimentos neste início de semana que sinalizam as mudanças já anunciadas pela CEO Mary Barra na semana passada. Com plano de lançar 30 modelos elétricos até 2025, a montadora quer ir além.

Após mostrar três das 20 novidades com baterias Ultium, que pretende lançar nos próximos cinco anos nos EUA, incluindo uma inédita picape elétrica da Chevrolet, a GM está disposta a “pagar o preço” de sua revolução elétrica.

De acordo com o site Automotive News, a GM estaria propensa a pagar de US$ 300.000 a US$ 500.000 como indenização para qualquer concessionário Cadillac sair, caso seja contrário ao movimento de eletrificação da marca.

Com o Lyriq sendo acelerado para 2022, a marca de luxo americana terá mais produtos 100% elétricos e com base nas baterias Ultium, cobrindo todos os segmentos atuais até por volta de 2030.

Alguns menos otimistas acreditam que ela será 100% elétrica até 2035. A GM anunciou um aumento de 35% nos recursos para os carros elétricos, ampliando o montante para US$ 27 bilhões.

 Sabe-se que a GM quer reduzir a rede Cadillac há muito tempo e na última oferta para pequenos dealers, foi oferecido entre US$ 100.000 e US$ 180.000. Atualmente são 880 lojas nos EUA e a proposta atual serve para todos.

GM: Até US$ 500 mil para revendas Cadillac contra revolução elétrica

O esforço também vai no sentido de que, nos próximos anos, as vendas digitais acabem por sobrepujar as tradicionais, com os clientes fechando negócio nas concessionárias.

Tal como quando você chega na revenda e o vendedor diz que a oferta daquele carro não vai durar muito, os concessionários Cadillac não terão tanto tempo para negociar, visto que o prazo para adesão ou não é 30 de novembro.

Além da Cadillac, a GM também tirou seu apoio ao governo Trump contra a CARB da Califórnia, que entrou num embate sobre as regras de emissão.

Contudo, a montadora defende um modelo nacional, que naturalmente beneficie os elétricos, algo defendido pelo próximo governo de Joe Biden. Toyota e FCA (Stellantis) vão na mesma direção.

[Fonte: Auto News]

 

© Noticias Automotivas. A notícia GM: Até US$ 500 mil para revendas Cadillac contra revolução elétrica é um conteúdo original do site Notícias Automotivas.