carros importados
Ford Puma [divulgação]

Mal foi assinado o acordo entre Mercosul e União Europeia que nós brasileiros já estamos sonhando com os carros importados que chegarão por aqui. O acordo preverá cotas de modelos que poderão ser vendidos por aqui com imposto reduzido. No futuro, as alíquotas serão zeradas.

Por isso, selecionamos aqui cinco carros importados da Europa que torcemos para que sejam vendidos no Brasil. A regra para seleção é que o veículo em questão tem que ser produzido em algum país da Europa. Modelos vendidos por lá, mas importados da China ou de outros países asiáticos não participam da lista.

Opel

O caso da Opel é emblemático porque não é somente um modelo, mas sim diversos carros importados que queremos ver no Brasil. Para muitos, os carros da Chevrolet da fase em que eram idênticos aos da Opel foi a melhor de todas. E por isso queremos a marca da Stellantis de volta.

A linha poderia ser composta pelo hatch compacto Corsa, o qual poderia usar os motores flex Firefly da Fiat, já que a base CMP receberá esses motores no Peugeot 208. Já entre os SUVs, o compacto Mokka e o médio Grandland poderiam compor o portfólio de modelos da marca no nosso mercado.

Volkswagen Golf

Agora é a oportunidade que os brasileiros tanto esperaram para ter o Volkswagen Golf de volta. O ponto mais alto das vendas da sétima geração por aqui foi justamente quando ele era importado da Alemanha. Nessa nova fase, a marca poderia priorizar versões híbridas ou somente as esportivas GTI e R.

Tudo bem que o mercado de hatches médios praticamente desapareceu. Mas o único modelo que poderia levantar esse segmento de alguma maneira é o Volkswagen Golf. Como o volume seria relativamente baixo, ele poderia entrar na cota dos carros importados da Europa sem fazer outros modelos legais perderem a chance.

Ford Puma

Como a Ford ficou sem SUV compacto no Brasil e agora só atua como importadora, o Puma seria a solução para os problemas. Baseado na nova geração do Fiesta, o modelo tem porte mais avantajado que o do EcoSport, além de acabamento mais sofisticado e mais tecnologia.

Tem estilo esportivo, que segue a cartilha do Honda HR-V. Poderia brigar pela faixa mais alta do segmento de SUVs compactos, onde está o rival japonês e também outros como VW T-Cross e Jeep Renegade. Modelos, os quais, o EcoSport nunca conseguiu batalhar em pé de igualdade.

Toyota Corolla Trek

Para trazer a Toyota Corolla Fielder de volta ao Brasil, há uma alternativa bastante interessante na Europa. A perua aventureira Corolla Trek se encaixaria perfeitamente entre o sedã tradicional e o SUV Corolla Cross. Como ambos conseguem vender muito bem mesmo juntos, mais um membro da família poderia multiplicar as vendas.

A ideia da perua Trek seria oferecer a robustez do Corolla Cross com a dirigibilidade e acabamento mais sofisticado do Corolla sedã. A vantagem é que ela pode usar o conjunto híbrido flex já pronto aqui no Brasil ou a nova versão com motor 2.0 híbrido bem mais potente e igualmente econômico.

Nissan Qashqai

Já falamos do Nissan Qashqai aqui em outra lista, por isso fica claro o quanto ele seria importante nessa leva de carros importados da Europa para o Brasil. Ele é o SUV médio mais vendido da Europa e faz com os rivais da categoria o que o Jeep Compass faz no Brasil: deixa todos passando vergonha.

Ele tem visual ousado, interior sofisticado e poderia ser o tão desejado segundo degrau da Nissan além de Kicks e Versa – sem apelar para a picape Frontier ou para o elétrico Leaf. Com imposto reduzido da Europa, ele poderia vir a preços competitivos e pegar uma fatia de mercado que hoje Corolla Cross e Taos tentam roubar do Compass.

>>Os dez carros mais caros vendidos no Brasil

>>Carros importados da Europa ficarão mais baratos no Brasil

>>Chery não vai mais vender carros nos EUA e importadora vai a falência