Chevrolet Onix Plus Midnight [Auto+ / João Brigato]
Chevrolet Onix Plus Midnight [Auto+ / João Brigato]

Com suspensão temporária da produção no Brasil, o Chevrolet Onix Plus por pouco não ficou de fora do ranking dos carros mais vendidos. Em décimo lugar, ele teve queda abrupta entre os modelos mais vendidos. Mas entre os sedãs ainda é rei: não há modelo de três volumes que venda mais que ele.

Com 5.450 unidades comercializadas em março, segundo a Fenabrave, ele teve queda de 1.000 vendas em relação a fevereiro. Não foi suficiente para que qualquer concorrente se aproximasse dele. Nem mesmo os irmãos Volkswagen Voyage e Virtus conseguiram.

Por falar neles, houve mudança de cadeiras. O veterano sedã do Gol subiu para a segunda colocação. Já o sedã do Polo ficou com a terceira posição com uma diferença substancial de mil unidades. Em seu retrovisor está o Hyundai HB20S, que cresceu em relação ao mês passado.

Renault Logan Zen 1.6 [Auto+ / João Brigato]
Renault Logan Zen 1.6 [Auto+ / João Brigato]
Outros dois que inverteram posições foram Fiat Siena e Toyota Yaris Sedan. O japonês caiu para quinto lugar, enquanto o italiano foi para a sexta colocação. Inversão também feita com Renault Logan e Nissan Versa, justamente nas duas posições seguintes.

Em março, o Fiat Cronos voltou ao top 10 ocupando o lugar do Nissan V-Drive. Já o Honda City segue na décima posição clamando pela chegada da nova geração.

Sedãs compactos mais vendidos do Brasil em março

  1. Chevrolet Onix Plus – 5.450 unidades
  2. Volkswagen Voyage – 3.695 unidades
  3. Volkswagen Virtus – 2.606 unidades
  4. Hyundai HB20S – 2.010 unidades
  5. Fiat Siena – 1.351 unidades
  6. Toyota Yaris Sedan – 1.268 unidades
  7. Nissan Versa – 1.082 unidades
  8. Renault Logan – 1.014 unidades
  9. Fiat Cronos – 807 unidades
  10. Honda City – 635 unidades

>>Nissan Versa Exclusive: de carro de Uber à referência – Avaliação

>>Onix Plus Midnight: sem erro como uma camiseta preta – Avaliação

>>Renault Logan 1.6: old-school surpreendentemente divertido | Avaliação